As casas também morrem

Elsa Guilherme

Comprar na WOOK
sinopse
Luísa Menezes refugia-se no trabalho, para fugir ao doloroso internamento do seu filho. É uma das melhores avaliadoras de imóveis do país, e é nessa condição que é convidada a visitar uma casa «problemática», no Norte. Instala-se na terra mais próxima, Vilar de Fragas, perdida nos montes e escondida entre gigantescas pedras graníticas. Luísa descobre uma vila isolada do mundo, povoada de histórias, desejos e pecados.

Desde o primeiro momento, Luísa encantou-se com a Casa do Inglês. Tem então início uma história com muitas perguntas, que a impedem de partir: que livro é aquele que a «louca da terra» lhe deixou? O que existe na Casa, que faz as portas baterem e que afugenta possíveis interessados na sua compra? Será que a mártir da terra, Heloísa Monteiro, assombra aquele lugar desde as invasões francesas?

Luísa sente algo inexplicável na Casa, que a deixa alerta. Aquele lugar pode ser o seu fim. Ou um princípio.
Elsa Guilherme
Elsa Guilherme sempre gostou de livros e de palavras. Em criança, não havia um livro em casa que não tivesse lido. Mais tarde, quando não os comprava, ia à Biblioteca buscá-los.
Sempre ouviu histórias: de vida, de expectativas, de sonhos. Concluiu, nos seus 44 anos, que todos temos uma história, que explica tudo – o que dizemos e as escolhas que fazemos.
Estudou Ciências da Comunicação na Universidade Nova e dedicou-se à consultoria de formação. Queria que a formação alterasse a vida das pessoas de uma empresa, as mudasse um pouco, lhes causasse impacto para que, no dia seguinte, quisessem fazer algo diferente.
Tinha o sonho de escrever um livro. Escreveu-o em 2016, mas não foi suficiente e nunca mais parou.
Ano de edição ou reimpressão: 2018
Editor: Coolbooks
ISBN: 978-989-766-158-7
Idioma: Português
Número de páginas (estimadas): 290