Autores em leituras: O motor do caos e da destruição por Helena de Macedo





Gostei particularmente da forma como os contos se ligam e desligam entre si a um ritmo intenso que para no auge da expectativa para recomeçar logo de seguida sem grande tempo para se refletir se há uma história entre contos e em que ponto estamos. O importante é continuar a leitura. Uma escrita muito original e cativante que deixa vontade de conhecer outros trabalhos do autor.

Não restam duvidas de que o que move o caos e a destruição são os instintos mais básicos e difíceis de controlar na humanidade, da vingança à ganância pelo poder absoluto, seguidos de muito perto pelos meios artificiais de fuga que pretendem fazer acreditar que são a solução, e pelo despertar de uma consciência, saturada do não chegar a lado nenhum no matter what.

É difícil parar de ler.



Helena de Macedo é a autora de Cartas com amor
10.04.2017